83 3044 1000

João Pessoa

Olá, como você se chama?

Lei prevê o afastamento das gestantes no trabalho presencial

Por Daniella Duarte (Advogada Associada)

Por Daniella Duarte (Advogada Associada)

Publicada em 13 de maio de 2021 a lei 14.151/2021, dispondo que durante estado de emergência de saúde pública de importância nacional decorrente do coronavírus, a empregada gestante deverá permanecer afastada das atividades de trabalho presencial, sem prejuízo de sua remuneração.

Prevê ainda que a empregada afastada ficará à disposição para exercer as atividades em seu domicílio, por meio de teletrabalho, trabalho remoto ou outra forma de trabalho a distância.

A legislação foi omissa nas hipóteses em que, pelas especificidades das funções, não houver possibilidade de execução de trabalho remoto pela empregada gestante, devendo, portanto, a empregada permanecer afastada, recebendo normalmente sua remuneração pelo empregador e não pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), até que cesse o estado de emergência na saúde pública, decorrente da covid-19, sem previsão até o momento.

Em casos de dúvidas, é importante que a empresa consulte um advogado especializado a fim de evitar multas administrativas.

Posts Relacionados

Publicações

O que é e quem tem direito ao auxílio-inclusão?

23 Julho2021

Por Thiago Costa (Advogado Associado)

Publicações

Quem tem direito ao adicional de 25%?

22 Julho2021

Por Sara Diniz (Advogada Coordenadora)

Publicações

Abandono afetivo e o direito à indenização

19 Julho2021

Por Larissa Raulino (Advogada Associada)

Publicações

Reforma Tributária – Arrecadação de ITBI nas holdings rurais

15 Julho2021

Por: Anna Brisola e Fabiana Carneiro (Advogadas Associadas)

Publicações

Lei do Superendividamento (LEI Nº 14.181/21)

14 Julho2021

Por Antônio Neto (Advogado Associado)