83 3044 1000

João Pessoa

Olá, como você se chama?

Ilegalidade nas cédulas rurais em virtude do Plano Collor
 
Recentemente, o STJ reconheceu a ilegalidade realizada pelo Banco do Brasil nos contratos de financiamento rural firmados até o início de 1990. Em decorrência do Plano Collor, a instituição bancária determinou o reajuste dos contratos rurais pelo índice de 84,32%, referente ao IPC para março de 1990.
 
Ocorre que, a atualização pelo índice IPC não observou a Lei nº 8.024/90, nem os próprios contratos de financiamento que estipulavam a indexação pelo índice da caderneta de poupança.
 
Essa atuação ilegal do Banco do Brasil resultou em cobrança superior ao valor realmente devido nos contratos de financiamento, tornando possível a cobrança desse montante com correção monetária e juros.
 
Dessa forma, caso você tenha cumprido com os pagamentos decorrentes dos contratos de financiamento rural firmados até o início de 1990, será viável o pedido de restituição, tendo em vista que os efeitos do processo possuem abrangência nacional.

Posts Relacionados

Publicações

Período de auxílio-doença pode ser computado para aposentadoria

4 Março 2021

Por Sara Diniz (Advogada Coordenadora)

Publicações

Até qual idade os filhos podem receber pensão alimentícia?

2 Março 2021

Por Larissa Raulino (Advogada Associada)

Publicações

Previdência complementar do Servidor Público pós Reforma

1 Março 2021

Por Larissa Marceli (Advogada Associada)

Publicações

Já pensou em planejar sua aposentadoria?

26 Fevereiro 2021

Por Jéssica Yohara (Advogada Associada)

Publicações

Receita Federal regulamenta a declaração de Imposto sobre a Renda auferida por Pessoa Física

25 Fevereiro 2021

Por Diego Paulino (Advogado Sócio)