83 3044 1000

João Pessoa

Olá, como você se chama?

Constitucionalidade na gratificação dos servidores

O Supremo Tribunal Federal (STF) julgou improcedente em sessão plenária, ontem (14), a Ação Direta de Inconstitucionalidade 4941, ajuizada pelo governador de Alagoas contra a lei estadual 7.406/2012, que institui a gratificação de dedicação excepcional, a ser acrescida ao subsídio recebido por servidores da Assembleia Legislativa alagoana.

Com a decisão, reconheceu-se que o servidor público que exerce função extraordinária ou trabalha em condições diferenciadas faz jus ao recebimento de parcela remuneratória, segundo o entendimento trazido pelo voto o Ministro Luiz Fux. No dizer do ministro, a gratificação de dedicação excepcional é compatível com o Princípio da eficiência da Administração Pública, não podendo reconhecer que a lei que a instituiu seja considerada inconstitucional.

Dessa forma, o caráter da gratificação se coaduna com o exercício da função e pode haver cumulação inclusive para cargos comissionados, no que ficou vencido o Ministro Dias Toffoli por entender que na hipótese de tais cargos a cumulação seria indevida.

Posts Relacionados

Publicações

Aumento do plano de saúde – Direitos e Deveres dos Idosos

16 Janeiro 2020

Por Petrônio Athayde (Advogado Associado do Departamento Cível)

Publicações

MP 905/2019 - Benefícios para as empresas

10 Janeiro 2020

Por Jackson Lucena (Advogado Coordenador da Unidade de São Paulo)

Publicações

Liberdade Econômica e o Controle de Jornada

9 Janeiro 2020

Por João Leôncio (Advogado Associado)

Publicações

Parcelamento de ICMS para empresas

2 Maio 2019

Por Diego paulino (Advogado Associado do Departamento Jurídico Empresarial)

Publicações

Parcelamento de débitos do ICMS no MA

27 Junho 2019

Por Diego Paulino (Advogado Associado do Departamento Jurídico Empresarial)

Fale
conosco